Hospital Regional em Caraguatatuba

HR de Caraguá deve ser entregue em 2018 com custo de R$ 176 milhões

(Nicole MelhadoDo G1 Vale do Paraíba e Região)

O Governo do Estado de São Paulo assinou um convênio nesta quinta-feira (27) com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para a construção do Hospital Regional de Caraguatatuba. O valor estimado para a obra é de R$ 176 milhões e a previsão é que a unidade seja entregue no primeiro semestre de 2018.

De acordo com o coordenador de Serviços da Saúde de São Paulo, Ricardo Tardelli, o processo de licitação, que vai permitir a participação de empresas estrangeiras, será aberto em setembro e deve durar 3 meses. A previsão é que as obras comecem no próximo ano com previsão de conclusão em dois anos.

“Trata-se de um projeto para uma unidade de alta complexidade com 220 leitos, 40 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atender pacientes com politraumas, queimados, vítimas de acidentes e cirurgias cardiológicas”, explicou o coordenador.

O Hospital Regional será construído em uma área de 20,2 mil metros quadrados oferecida pela Prefeitura de Caraguatatuba, no bairro Pontal Santa Marina, próximo a um shopping da cidade, já na saída para São Sebastião. A unidade terá 7 mil m² de área construída e seis pavimentos.

A responsabilidade da gestão do Hospital Regional será integralmente do Governo do Estado, que será transferida a uma organização social. Aos municípios, caberá a gestão das unidades básicas e pronto-atendimentos.

Convênio O convênio celebrado nesta quinta tem valor total de R$ 285,2 milhões e prevê ainda 16 obras nos municípios do litoral norte – Ubatuba, Caraguá, São Sebastião e Ilhabela. Serão seis novas UBS (Unidades Básicas de Saúde), sendo uma em Caraguatatuba e cinco Ubatuba, além de sete Caps (Centros de Atenção Psicossocial) em todo litoral.

“Para essas obras ainda há a necessidade de finalizar os projetos. Em novembro deveremos dar início aos processos de licitação. A previsão de início das obras também é para o início de 2016. Como são obras relativamente menores e menos complexas a conclusão deverá ser em um ano”, afirmou Tardelli.


Posts Em Destaque
Posts Recentes